Entenda como o sistema de radiografia computadorizada pode trazer benefícios para sua empresa
26/07

Entenda como o sistema de radiografia computadorizada pode trazer benefícios para sua empresa

Você está interessado em adquirir um sistema de radiografia computadorizada e ainda não tem certeza sobre o que esperar do sistema e quais os benefícios que a radiografia computadorizada pode trazer para sua empresa?

Raios-X são usados ​​como técnicas de imagem por mais de um século. Com o avanço da tecnologia em outras áreas das ciências, a radiografia convencional também amadureceu e o sistema de radiografia computadorizada e a digital, que são mais versáteis e adaptadas em todo o mundo.

Na radiografia convencional, a máquina de raios-X e os isótopos radioativos são usados ​​para capturar imagens de órgãos internos em filmes radiográficos. Estes filmes são desenvolvidos em imagens num quarto escuro.

No caso do sistema de radiografia computadorizada contendo placas de imagem feitas de fósforo, faz um contraste pequeno com as imagens de radiografia digital que são capturadas diretamente nos detectores de tela plana.

Dois métodos de detectores estão disponíveis hoje. Eles são detectores de conversão direta e indireta. Ambos mostram maior qualidade e produzem imagens igualmente precisas, embora a radiografia computadorizada seja mais antiga que a radiografia digital.

As técnicas do sistema de radiografia computadorizada e digital estão ganhando mais aceitação clínica por causa do escopo mais amplo sobre as tecnologias convencionais.

No nosso novo mundo digital, os exames radiográficos são essenciais para o técnico na área da saúde. Diferentes tipos respondem a várias necessidades de verificação e aplicação. Sendo assim, a radiografia computadorizada é melhor para se ter em seu consultório.

À medida que vem sendo usada, a radiografia computadorizada se aperfeiçoa constantemente, oferecendo resultados mais precisos de forma econômica.

E por isso, esse artigo trará as funções e benefícios mais recentes deste equipamento, disponíveis atualmente. Acompanhe a leitura e não perca nenhum detalhe!

O que é e como funciona a radiografia digital?

Criada no ano de 1987 quando a tecnologia começava a avançar. Sendo assim, além da radiografia digital, também havia a radiografia convencional e a computadorizada.

A radiografia digital, usa placas sensíveis ao raio X que capturam dados diretamente durante o exame do paciente, transferindo-o imediatamente para um sistema de computador sem o uso de um cassete intermediário, como é o caso da radiografia computadorizada.

Comumente referidas como placas, esses detectores de tela plana usam uma combinação de detectores de silício amorfo com cintiladores de césio ou gadolínio que convertem raios X em luz, o que é finalmente traduzido por transistores de filme fino em dados digitais.

Essa tecnologia é significativamente mais cara que a tecnologia da radiografia computadorizada, mas as imagens são da mais alta qualidade e são enviadas sem problemas para um computador. Esses sistemas são populares em hospitais com altas cargas de trabalho.

Entenda como o sistema de radiografia computadorizada pode trazer benefícios para sua empresa

E o sistema de radiografia computadorizada?

Na radiografia computadorizada, quando as placas de imagem são expostas a raios X ou raios gama, a energia da radiação recebida é armazenada em uma camada de fósforo especial. Uma máquina especializada, conhecida como scanner, é então usada para ler a imagem latente da placa, estimulando-a com um raio laser muito finamente focalizado.

Quando estimulada, a placa emite luz azul com intensidade proporcional à quantidade de radiação recebida durante a exposição. A luz é então detectada por um dispositivo analógico altamente sensível conhecido como um fotomultiplicador e convertido em um sinal digital usando um conversor analógico-digital. A imagem de raio X digital gerada pode então ser visualizada em um monitor de computador e avaliada depois que uma placa de imagem é lida.

E o que dizer da radiografia convencional?

Para a radiografia convencional, um feixe de raios X é gerado e passado através do paciente para um pedaço de filme ou um detector de radiação, produzindo uma imagem. A radiografia convencional é a mesma até hoje desde o momento do seu surgimento.

Diferentes tecidos moles atenuam os fótons de raios X de maneira diferente, dependendo da densidade do tecido; quanto mais denso o tecido, mais branca (radiopaca) a imagem.

Nesse tipo de radiografia, as imagens capturadas no filme devem ser reveladas de forma parecida a revelação de fotos que nós conhecemos hoje.

O método convencional de radiografia já foi eficiente, antes da tecnologia nos brindar com seus avanços. Sem contar que a radiação aplicada ao corpo do ser humano não possui nada de benéfico. Por esses e outros motivos é que a radiografia computadorizada e a digital estão tendo amplo espaço em reconhecimento. Vejamos a seguir os seus benefícios.

Entenda como o sistema de radiografia computadorizada pode trazer benefícios para sua empresa

Quais as vantagens do sistema de radiografia computadorizada?

Há uma série de benefícios significativos no uso de radiografia computadorizada o invés de radiografia convencional baseada em filme. Depois de conhecer um pouco das duas, analisaremos as principais vantagens em alguns detalhes para que você possa determinar se a radiografia computadorizada é a escolha certa para seu consultório.

O mundo é digital, portanto…

Exatamente isso. A tecnologia avançando e tomando todas as frentes, não seria diferente na área de exames e diagnósticos. E é por isso que as imagens da radiografia computadorizada podem ser aprimoradas e manipuladas digitalmente para auxiliar na interpretação.

Nada mais lógico do que usufruir da tecnologia para obter resultados mais certeiros e menos tempo. Precisão e tecnologia têm andando de “mãos dadas” quando o assunto é esse.

Manipular para obter melhores resultados

Outra vantagem significativa da radiografia computadorizada é que o técnico, ao opera-la pode ampliar, aprimorar com algoritmos especiais, ajustar o brilho e o contraste, obter medições precisas e muito mais sem danificar a imagem original.

A flexibilidade na manipulação de imagens mencionada acima permite menos retomadas resultantes de sub ou superexposição menor. Isso resulta em doses mais baixas de radiação para os pacientes.

Rapidez no manuseio e distribuição

As imagens da radiografia computadorizada podem ser distribuídas de maneira fácil e rápida digitalmente, independentemente da geografia. Isso permite uma seleção maior de possíveis leituras para trabalhar. Também elimina a necessidade de envio físico e resulta em tempo de reversão de interpretação potencialmente mais rápidos.

Existem inúmeras opções para armazenar digitalmente imagens de radiografia computadorizada. Todas elas ocupam substancialmente menos espaço de armazenamento e são frequentemente muito mais baratas do que o necessário para as radiografias convencionais. Essas opções incluem:

  • servidor PACS;
  • servidor mini-PACS;
  • CD, DVD e armazenamento externo;

Variedade nos sistemas

Sistemas de radiografia computadorizada vêm em várias formas e tamanhos. Os modelos de mesa, parede e vertical são os mais comuns. Os modelos de mesa podem frequentemente ser usados ​​em veículos de raios-x móveis ou colocados em carrinhos e com rodas para ir a várias salas, conforme necessário.

Como ela usa cassetes, os leitores e as estações de trabalho podem ser colocados em qualquer sala conveniente que tenha conectividade de energia e de rede, se necessário.

Redução de custos

O uso de radiografia computadorizada pode resultar em custos gerais reduzidos. Elas não se deterioram facilmente e a maioria requer pouca manutenção. Isso reduz muito o tempo de inatividade para manutenção e elimina a preocupação com a falta de produtos químicos e filmes

As radiografias trabalham com equipamentos geradores de raios-x existentes. Os cassetes encaixam-se nas buchas padrão e não exigem nenhuma adaptação. Os prestadores de serviço sem equipamento de raio X podem comprar equipamento barato, sendo novo ou usado.

Menos tempo de exposição do paciente

O processo de exposição começa com a colocação da câmera e da placa de imagem nos lados opostos do objeto a ser radiografado. Quando ambos os itens estão no lugar, a fonte radioativa é posicionada remotamente para permitir que um feixe estreito de radiação intensa seja direcionado para o objeto de inspeção e placas de imagem.

Além de usar o sistema de radiografia computadorizada com uma fonte, uma empresa também pode usar equipamentos fixos em gabinetes para fazer as exposições necessárias.

Durante cada exposição, a radiação eletromagnética passa pelo objeto examinado e interage com a placa de imagem. No entanto, a energia necessária para capturar uma imagem em uma placa de radiografia computadorizada é muito menor do que a exigida para a convenciona, com tempos de exposição significativamente menores.

Na maioria dos casos, a energia e o tempo necessários são reduzidos em cerca de metade. Isso permite o uso de fontes de intensidade menores e diminui a área de radiação e o impacto nas pessoas mais próximas.

As placas podem exibir uma ampla faixa de espessuras em uma peça, reduzindo a quantidade de exposições necessárias para obter uma cobertura completa do objeto e permitindo que os técnicos visualizem várias áreas de espessura em uma única exposição.

Resultados rápidos sem processamento químico

Após a exposição, a placa é colocada no scanner e a imagem é lida, digitalizada e exibida em um monitor especializado de alta resolução.

Alguns sistemas de radiografia computadorizada possuem mecanismos de alimentação no equipamento que eliminam a necessidade de tocar as placas, ajudando a prolongar a vida útil das placas.

O scanner também é equipado com filtros que evitam a entrada de poeira ou sujeira que possa estar nas fitas.

Na radiografia convencional, o processamento requer 10 a 15 minutos e, em seguida, o filme deve ser verificado quanto à densidade antes que uma técnica possa ser estabelecida. Na computadorizada, a digitalização leva de dois a quatro minutos e a imagem está pronta para ser avaliada – uma grande melhoria na produtividade.

Um novo equipamento pode digitalizar placas de vários tamanhos, acelerando o tempo de processamento. Placas podem ser feitas por vários comprimentos diferentes, para que os técnicos não fiquem restritos aos comprimentos de filme tradicionais que limitam a parte do componente que eles podem gravar de uma só vez.

Além disso, o sistema de radiografia computadorizada elimina a necessidade de produtos químicos para revelação de filmes e fotos, já que as placas duram muito tempo se houver manuseio cuidadoso.

Isso, por sua vez, reduz o custo da inspeção. Também, a forma digital também é mais aceita ao meio ambiente, já que não há produtos químicos empregados. Em suma, a necessidade de armazenamento de filmes desapareceu, o espaço no laboratório é aumentado, não há produtos químicos sendo usados ​​e o impacto no ambiente é reduzido.

Entenda como o sistema de radiografia computadorizada pode trazer benefícios para sua empresa

Alta qualidade de imagens

O equipamento computadorizado de hoje produz imagens de alta qualidade e alta resolução que são significativamente mais precisas do que as capturadas em filme. As placas oferecem uma maior faixa dinâmica em comparação com o método convencional, permitindo uma avaliação mais aprofundada do material.

A imagem é ajustável para nitidez, aprimoramento de borda e equalização de escala de cinza. Imagens de defeitos encontrados na peça podem ser ampliadas e visualizadas no sistema de radiografia computadorizada para avaliação mais detalhada. Além disso, os defeitos podem ser medidos no sistema apenas com um clique do mouse.

Arquivamento e recuperação aprimorados

Todas as imagens podem ser armazenadas digitalmente e transferidas para qualquer dispositivo de armazenamento digital, incluindo pen drives, discos rígidos externos, DVDs, CDs e cartões de memória.

As imagens podem ser recuperadas a qualquer momento com o próprio sistema ou podem ser lidas em qualquer computador em formato JPEG, o que, através da aplicação de software apropriado, permite aos fabricantes visualizar as radiografias em seus locais para verificar processos de produção, compartilhar e, ou duplicá-los.

Além disso, a mídia digital diminui os requisitos das instalações de arquivamento e torna a documentação e a retenção de resultados de inspeção mais fáceis do que com o método tradicional.

Ou seja, uma empresa pode colocar todas as cópias dos resultados de inspeção e imagens em um disco ou outra mídia adequada, reduzindo os custos de papel e filme. Os registros digitais duram muito mais do que os filmes, que podem se degradar com o tempo e se tornar ilegíveis. As imagens computadorizadas podem ser recuperadas anos depois sem perder sua resolução ou sensibilidade.

Menos espaço para erros

O sistema de radiografia computadorizada normalmente envolve menos “idas e voltas para refilmagens” devido a artefatos em filme ou erros de exposição. Durante a radiografia convencional, várias variáveis ​​podem afetar a qualidade da imagem, como muito pouco ou muito tempo de exposição, filme comprometido pela temperatura ou umidade, produtos químicos contaminados ou excessivamente usados.

Cada vez mais bons equipamentos

O equipamento de radiografia computadorizada melhorou de forma altamente consistente nos últimos anos.

As máquinas apresentam um número maior de ventiladores e aberturas para evitar a entrada de sujeira ou poeira no equipamento, e a pressão de ar positiva filtrada no scanner continua prejudicando as partículas, reduzindo significativamente a manutenção. O software também se tornou cada vez mais fácil de usar e sensível na exibição de imagens.

Assim como a tecnologia digital assumiu a comunicação na vida cotidiana, o mesmo ocorre com a indústria desse tipo de equipamento, cruzando gradualmente a ponte da radiografia convencional para a computadorizada. Os clientes esperam a qualidade e a conveniência oferecidas pela mídia digital, e os fabricantes de equipamentos apoiam a tendência com produtos aprimorados e fáceis de usar.

O papel da imagem digital está aumentando à medida que esses sistemas estão se tornando mais acessíveis. As vantagens da radiografia computadorizada em comparação com as combinações convencionais de realizadas por filme incluem melhor capacidade de resolução de contraste e pós-processamento.

Pode-se dizer que a resolução espacial da radiografia computadorizada é inferior à radiografia convencional, entretanto, essa limitação é considerada clinicamente insignificante.

Por fim, depois de tantos benefícios, é possível ter toda segura na implementação do sistema de radiografia computadorizada em sua empresa. Há muito mais a se dizer sobre o assunto, porém, os pontos principais já demonstram vantagens significativas para sua empresa e obviamente para seus pacientes.

E se você gostaria de tirar dúvidas sobre o assunto, ou acrescentar alguma particularidade ou experiência na área, deixe um comentário que nós teremos muito prazer em responder!

Gostou do texto?
Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *